segunda-feira, 10 de março de 2008

O País Canguru

Sim, penso que somos! O nosso país acostumou-nos a saltos, com derrapagens e escorregadelas à mistura, é certo, mas temos vindo a saltar (quase sempre a subir, diria o primo do Zé Lovi, o Ku Duru.) Começámos pelos Índices de Desenvolvimento Humano, em que, aos pulinhos, fomos subindo a nossa marca, até conseguirmos o grande salto, o nosso maior recorde. E o novo desafio parece despontar no Horizonte: experimentar uma nova categoria, agora com a entrada na OMC, que é a melhoria da produtividade: será que vamos estabelecer boas marcas neste capítulo?

Se tal acontecesse, penso que estaríamos em condições de fazer bonito naquela Grande Competição de 2015. Espero que o Nelson Évora sirva de inspiração para que possamos fazer um grande triplo salto: UM...(maior crescimento económico com mais produção e melhor produtividade), DOIS...(mais desenvolvimento humano), TRÊS (Mais Famílias fora da Pobreza Absoluta) nos Jogos Olímpicos de 2015 organizados pelos ODM (Objectivos de Desenvolvimento do Milénio)!

Até lá.

3 comentários:

Alex disse...

Boas
Penso o mesmo, meu caro. Para tanto basta que todos torçamos para o mesmo lado. Basta que sejamos:
UM exigentes connosco próprios;
DOIS exigentes com os outros;
TRES exigentes com o País que desejamos.
Para este triplo salto, só há um caminho:
UM trabalho
DOIS rigor
TRES responsabilidade
Para o sucesso deste objectivo ambicioso, temos de saber o que é essencial:
UM as pessoas
DOIS as pessoas
TRES as pessoas
criando uma verdadeira comunidade de ideias, principio e valores, sermos capazes de compartilhar as dificuldades, contruir uma sociedade inclusiva, tolerante, plural, e JUSTA!
Tanto que havia a dizer.
Mas deixo-te a ti e aos teu visitantes estas perguntas:
UM- SERÁ QUE ESTAMOS A IR NO BOM CAMINHO?
DOIS- ESTAMOS A CONSTRUIR UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA, MAIS EQUILIBRADA, MAIS EQUITATIVA?
TRES- SERÁ QUE ESTAMOS A APRENDER COM OS ERROS ALHEIOS (e são tantos os exemplos por este mundo fora) OU ESTAMOS A COMETER OS MESMOS ERROS?

Bom trabalho. Há ainda quem esteja atento. Parabéns. Não desistas!
ZCunha

Bôltchor Beltazar Dô Cruz Pólina (Conjudi pudér Déuxe) disse...

Djoy força com este blog..vou-te adicionar..

Zcunha..Os alunos mediocres não são necessariamente aqueles que copiam nos testes mas sim aqueles aqueles que copiam sem critério tudo o que está bem e mal... somos assim..Acho que devemos ser mais selectivos nos plágios... copiar os bons exemplos. Outra coisa importante será adaptá-las a nossa realidade fazendo os necessários ajustes...

De resto espero k repensemos a nossa independência em Termos de ideias..e em vez de andarmos atrás "caçando" as ideias dos outros..sermos mais ambiciosos e tentarmos igualar-nos, quiça, passar á frente...

abraços..

djoyamado disse...

Valeu pelos comments pessoal. Quanto às tuas perguntas, gostei particularmente da segunda e da terceira. Mais do que respostas, merecem ser tomadas como elementos para reflexão. No caso da 3ª pergunta, penso que podia aplicar-se, de cara, na questão do nosso modelo de desenvolvimento turístico. o que achas?

Oi Beltchor, antes thanks por adicionar o djaroz. Gostei desta de copiar os bons exemplos. O mesmo vale para a ideia da necessária adaptação à realidade.

Nhos fika fixi.