terça-feira, 6 de novembro de 2007

O Mercado do Sexo: A Fome Junta-se à Vontade de Comer

A Fome - Moça novinha (14….15….16…), roliça, com tudo em cima, cuja mãe não tem exemplo para lhe dar e nem moral para impor-lhe limites e cujo pai não se sabe ao certo quem é. A embalagem do seu produto é curta e transparente.


A Vontade de Comer – Homem de meia ou mais idade (55, 56, 57,…69….), reformado, cujas responsabilidades são “apenas” mandar a mesada para os filhos que estão a estudar fora e pagar a casa ao banco.

Oferece os seguintes condições:

1. Paga a renda do apartamento;

2. Financia a formação com várias possibilidades de escolhas (ISE, Piaget, UniCV, ISECMAR, etc);

3. Não dá mais do que uma ou duas por semana;

4. Banca fins de semana fora da cidade ou fora da ilha, a gosta da freguesa.


Como costuma dizer o Heavy H, ki tal?

5 comentários:

Paulino Dias disse...

Alô, Djoy!,

Só para te dar um apalavrinha e te dizer que gostei muito do teu blog. Força, já registei como o meu local de passagem todos os dias!

Abração,
Paulino

djoyamado disse...

Valeu, BRO PAULINO!

Podes crer que o teu blog é de passagem obrigatória tb para mim. Fico satisfeito em saber que por cá passas.

Tamos juntos.

abração

R.R. disse...

Caro sr.

Li atentamente o seu blog. Gostaria de lhe perguntar porque tem dificuldades em aprofundar as suas opinioes e o seu pensamento? Deixo-lhe uma dica - leia mais, vai ajudar a sua mente a raciocinar melhor e logo vai se expressar melhor. Voce tem uma escrita, por isso muito superficial, e "arrogante" de tao bruto que e. Sabe para quem escreve? Quem espera ou imagina que vai ler os seus cometarios? Como me disse e muito bem um grande professor meu, ha mil e uma forma de se dizer uma coisa... a diferenca esta em qual delas escolhemos!

Forca, no entanto com o seu blog.

djoyamado disse...

Caro RR,

Devo lembrar-lhe que o meu primeiro post é claro sobre o que penso escrever e como faze-lo. nao me juntei à blogosfera pensando que se trata da Academia de Letras.

Mas agradesso a forma direkta e crítika qui abordou a minha participasao.

Um abrassu.

Anónimo disse...

Caro RR,

Posso até concordar que por algum motivo, a carapuça serviu, talvez pelo conteúdo desta mesma mensagem. Mas, chegar ao ponto de chamar DJOY de bruto? Precisas conhecê-lo melhor!